(84) 3082-1871 / 3222-8231 / 3201-3807

Vacina - Herpes-zóster



DOENÇA
É uma doença decorrente da reativação do vírus da varicela. Provoca vesículas na pele e geralmente é acompanhada de dor intensa. Ela pode acometer qualquer parte do corpo, mas é mais frequente no tronco e no rosto, evidenciando-se como uma faixa de vesículas em apenas um dos lados do corpo.

COMPOSIÇÃO
Vacina de vírus vivos atenuados.

EFICÁCIA
A vacinação de indivíduos com 60 anos ou mais, confere uma proteção contra:
- zoster - 51%
- neuralgia pós-herpética - 67%
- dor do herpes-zóster - 61%

A vacinação de indivíduos de 50 a 69 anos confere proteção contra:
- zóster - 69,8%

INDICAÇÕES
A vacina herpes-zóster (atenuada) é indicada para indivíduos a partir de 50 anos para:
• prevenção do herpes-zóster
• prevenção de neuralgia pós-herpética
• redução da dor aguda e crônica associada ao zóster

CONTRA-INDICAÇÕES
- Antecedentes de hipersensibilidade à substância ativa, a qualquer dos excipientes ou a vestígios residuais (ex., neomicina);
- Estados de imunodeficiência primária e adquirida devidos a situações tais como: leucemias agudas e crónicas; linfomas; outras condições que afetem a medula óssea ou o sistema linfático; imunosupressão devida ao VIH/SIDA; deficiências imunocelulares;
- Terapêutica imunosupressora (incluindo doses elevadas de corticosteroides);
- Tuberculose ativa não tratada;
- O ZOSTAVAX não está contraindicado para utilização em indivíduos medicados com corticosteroides tópicos/de inalação ou com doses baixas de corticosteroides administradas por via sistémica ou em doentes que recebem corticosteroides como terapêutica de substituição, ex: para a insuficiência supra-renal;
- Gravidez. Adicionalmente, a gravidez deve ser evitada durante 1 mês após a vacinação.

ESQUEMA
Administrada em dose única. Até o momento ainda não se sabe qual a duração da proteção após a vacinação com a vacina herpes-zóster (atenuada). No Estudo de Prevenção do Zóster, foi confirmada a proteção ao longo de 4 anos de acompanhamento. Ainda não foi definida a necessidade de revacinação.

DOSES
A dose a ser administrada é de 0,65ml, por via subcutânea.

REAÇÃO
Febre, erupção cutânea, dores articulares e musculares, linfadenopatia transitória no local da injeção.

CONSIDERAÇÕES
Quando administrada em mulheres em idade fértil, deve-se evitar gravidez por um mês.