Seguranša Ú tudo?

Sabia que um dos itens considerados mais importantes na vida dos pais é a segurança de seus filhos? Quando os pais sabem ou sentem que seus filhos estão seguros eles vivem mais tranquilos  louboutin pas cher e com menos estresse. Compreensível, não é? Quem é que tem paz sem a confiança de que os filhos estão em segurança?


 O problema – ah, sempre há um problema no meio do caminho.... – é que exageramos. Da proteção passamos à superproteção, aos cuidados exagerados, e estamos criando uma geração de crianças e jovens que não sabem avaliar riscos na vida porque nunca correram nenhum nem aprenderam o que é risco.


 Se eu contar a vocês que meus filhos, hoje adultos, louboutin pas cher femme, viveram e sobreviveram sem travas na porta do carro e sem rede de proteção nas janelas vocês acreditam? Claro que acreditam. Muitos de vocês também viveram assim.


 Nessa época em que a tecnologia da segurança não estava tão desenvolvida, as crianças aprendiam que não podia abrir a porta do carro em movimento porque era perigoso. Aprendiam também que pular de determinada altura podia machucar e até matar. E assim, aprenderam a reconhecer o perigo e a ficar longe dos riscos. Quando não ficavam, lá estava um adulto de olho na criança.


 Hoje, trocamos os bons ensinamentos e o olho sempre vivo na criança pelos equipamentos de segurança. E nos esquecemos de que, ainda assim, é preciso ensinar aos mais novos o que é perigoso. Quando uma criança aprende a identificar um perigo passa a fazer uma coisa muito importante: a avaliação do risco. Saber avaliar riscos é fundamental para a vida. E promove a autoconfiança, sabia?

Não vamos deixar de usar todos os apetrechos de segurança que temos disponível, mas precisamos nos lembrar de que ensinar o autocuidado continua a ser fundamental.

 

Por Rosely Saião