Dia do Autismo comemorado no dia 2 de abril


     Conhecimento e informação são as melhores armas contra a ignorância e o preconceito. Pensando nisso os profissionais da clínica Ami Personali chamam a atenção para conscientização, detecção e formas de tratamento da Síndrome.  “Queremos melhorar o sistema de detecção de casos, através de uma intervenção precoce. Existe uma falta de conhecimento. O autismo tem um espectro enorme. Existem casos que parecem tão sutis que se confundem com perturbações de comportamento. Os pais e professores não têm esse conhecimento”, revela a pediatra Sonia Mesquita.
    
Síndrome silenciosa e pouco conhecida, o autismo ganha contornos de epidemia nos EUA e no mundo.
    
O número de casos de autismo diagnosticados em crianças aumentou 23% entre 2006 e 2008, com um em 88 crianças afetadas contra um em 110 anteriormente, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), instâncias federais do Departamento de Saúde. Estes novos números demonstram que o autismo é duas vezes mais comum do que se acreditava sete anos antes e, provavelmente, afeta um milhão de meninos, meninas e adolescentes nos Estados Unidos.


     Este aumento se explica em parte por uma detecção mais eficaz da síndrome, sobretudo em menores de três anos. "Uma parte deste aumento se deve a um diagnóstico melhor, mas não sabemos até que ponto", afirma a terapeuta ocupacional Magnólia de Paula.


Estas estatísticas também mostram que o desenvolvimento da síndrome, cujas causas continuam sendo indeterminadas e que existe em diferentes formas e graus de gravidade, afeta quase cinco vezes mais meninos do que meninas, uma proporção que também aumentou de 2006 a 2008.


     O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação, de socialização e o comportamento do indivíduo. Estima-se que existam 67 milhões de autistas no mundo. O objetivo do dia do autismo é chamar a atenção da sociedade para a síndrome que atinge mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo. O dia 2 de abril foi decretado como dia do autismo pela Organização das Nações Unidas, em 2008.