(84) 3082-1871 / 3222-8231 / 3201-3807

Bebê a bordo: Dicas rápidas sobre o desenvolvimento

Social e Emocional:

→ Em primeiro lugar, tenha sempre em mente que todos os bebês são diferentes e cada um alcança as etapas de desenvolvimento no seu tempo. O mais importante neste começo é estabelecer um elo com o recém-nascido. Aprenda a observá-lo e, no caso de alguma dúvida maior, consulte seu médico.
→ O mais importante desta fase é que ele começa a compreender o ambiente à sua volta e criar laços com pai e mãe principalmente nos momentos em que está sendo alimentado.

Físico:

→ Até o final do primeiro mês a maioria de seus movimentos é involuntária.
→ Em torno das duas primeiras semanas, escuta sua voz e fica alerta.
→ Depois move o olhar na direção da voz e começa a diferenciar os sons de papai e mamãe - sentirá o cheiro de cada um de longe.
→ Com cerca de 20 dias, produz sons em resposta aos seus.
→ Durante o primeiro mês, tem pouco controle do pescoço e do tronco. Mais perto do terceiro mês é que começa a sustentar a cabeça.
→ Pode começar a desenvolver um sorriso social e imitar alguns movimentos e expressões faciais em torno dos 3 meses.
→ Nesta época, também tateia procurando objetos. Cuidando do seu bebê

Um recém nascido é completamente dependente. O "filhote de homem" é um dos que nascem mais desprotegidos na natureza e, portanto cabe a você criá-lo com carinho, paciência, tolerância, aceitação e muito amor. permitindo que ele expresse todos os seus sentimentos, expressão esta que se dará basicamente através do choro.É importante que você saiba, que o choro é a melhor forma de comunicação que o seu filho dispõe nesse momento da vida, além de outros como aqueles "barulhinhos" que ele faz, e ainda as suas expressões faciais (caretas, sorrisos etc).

O melhor que a mamãe pode fazer neste período é dar atenção às necessidades do seu bebê. Prestando atenção e convivendo, logo, logo a maioria dos pais aprende a diferenciar os gestos, resmungos e expressões faciais dos seus recém nascidos. Percebem que algumas vezes ele está com fome, outras com sono, às vezes com cólicas ou até mesmo se precisam apenas trocar as fraldas. Mas também percebem que muitas vezes o bebê quer apenas carinho e aconchego, e portanto atender a criança, abraçando-a e falando com ela fará com que se sinta feliz e segura.